IMPLANTES ESPIRITUAIS POSITIVOS – De Encarnado para Encarnado.

terapeuta2

Dia: 17 de Julho de 2014

horário: 16h00

Local: Acompanhando uma sessão de terapia – desdobrado. São Paulo – SP.

 

Luiza é uma amiga muito querida que de forma despretensiosa me ensina muito durante nossas conversas. Gratidão sempre.

Ela, já nos seus 43 anos de experiências bem vividas, casada, mãe de duas Princesas lindas, frequenta quinzenalmente seu terapeuta para resolver algumas questões internas como uma agressividade latente e dificuldade em enxergar os próprios defeitos, mas com olhos de águia para ver os erros dos outros, dificuldades para escutar e outras mais.

Sempre que conversamos sobre espiritualidade ela completa com acontecimentos e colocações do seu terapeuta, e me fala: “Balta, isso que esta me dizendo é o que falamos na terapia…”.

Os meses foram passando e nossas conversas ficando frequentes. Na terapia ela falava de mim para o médico, e nas nossas conversas sobre o terapeuta e suas colocações, minha visão e conceito a respeito de terapia foram se ampliando de forma esclarecedora.

Costumo utilizar uma frase para reflexão em meus momentos de dúvida – Deus não destrói a própria obra, quem a destrói é o homem – Logo se espíritas, espiritualistas, médiuns, terapeutas, médicos caminham para o bem das pessoas cedo ou tarde iriam encontrar pontos de convergência e poderiam seguir um caminho único para o bem-estar físico, mental e espiritual.

A nossa curiosidade e respeitos mútuos foram crescendo durante esses meses, até que surgiu o interesse em eu conhecer o terapeuta de Luiza. Como minha agenda estava lotada de compromissos não consegui encaixar esse encontro, o que me deixou um pouco triste pois seria uma forma imensa de aprender.

Estava no escritório e um cliente desmarcou a reunião em cima da hora, justo quando Luiza teria sua sessão, nesse momento apareceu um espírito e me convidou para participar da consulta terapêutica em desdobramento. Eu fiquei maravilhado com o convite e perguntei para o Espírito se não teríamos problemas por falta de respeito, ele disse que não pois havia permissão do Eu superior de ambos: o terapeuta e Luiza.

Desliguei os telefones e me deitei no sofá da sala de reunião, me posicionando para o desdobramento. Rápido como um pensamento, já estávamos sobrevoando a sala da terapia visualizando a toda a consulta de cima quando o Espírito me chamou a atenção:

– Perceba o que vai acontecer durante esse atendimento.

Conforme o terapeuta ia conversando com Luiza, saia de sua boca uma fumaça luminosa branca-dourada, essa fumaça entrava em contato com o períspirito de Luiza na região da cabeça. Fiquei impressionado com o que via, ia falar algo quando o Espírito me disse:

– Preste atenção no crânio dela.

Quando foquei minha atenção, pude perceber seu cérebro em funcionamento. As sinapses, as luzes que apareciam na cabeça que mudavam conforme Luiza falava.

Foi quando algo incrível aconteceu, Luiza relatava algo que a havia lhe tirado do prumo naquela semana, e os impulsos cerebrais se intensificaram em determinada região do cérebro e causaram uma reação em todo o seu corpo físico e espiritual.

Perguntei ao Espírito:

– É isso que acontece ao nosso físico e espiritual quando ficamos com raiva?

E ele sinalizou:

– Silêncio! Preste atenção que não acabou.

Foi quando olhei mais atentamente para o cérebro e vi que enquanto o terapeuta falava, aquela fumaça-gel ia moldando uns neurotransmissores no cérebro de Luiza que modificavam os impulsos cerebrais e deixando-a mais calma.

O Espírito comentou após presenciarmos esse acontecimento:

– Reparou como agora ela pode falar sobre o assunto e os impulsos mudam o caminho. Ela não sente mais raiva e nem afeta outras partes do físico.

– Sim, achei fantástico, não achei que isso era possível. Eu disse ainda assustado.

– Esse são implantes que são colocados para auxiliar. O magnetizador que é o terapeuta, molda o seu ectoplasma com o ectoplasma da pessoa atendida, e molda um dispositivo que auxilia nos impulsos cerebrais. Esses dispositivos são plasmados em matéria orgânica e possuem uma duração limitada, pois logo começam a se desfazer, mas são de extrema importância mesmo depois de se desfazerem. Intuitivamente a pessoa ajudada busca gerar ela mesma essa situação de conforto, que conseguiu com a ajuda do magnetizador.

– Fantástico, não sabia que isso era possível. Isso não pode ser nocivo também se a pessoa não for de boa índole?

– Exatamente! Para um implante ser colocado é preciso que haja sintonia entre os espíritos que vibrem na mesma frequência, isso se deu, pois, a assistida confia no magnetizador. Essa confiança gerou essa conexão entre eles. Mas se por algum motivo após ele ter essa confiança e quisesse colocar implantes negativos também seriam possíveis.

O Espírito continuou:

– Vemos, vários magnetizadores que de forma inconsciente ou consciente, colocam implantes dessa forma, para obter benefícios como sexo ou outras situações com seus assistidos. Por isso as leituras edificantes são importantes para que a moral do Cristo esteja presente na vida de todos que se propõe a ajudar independente da esfera que atuem. Percebeu como a assistida ficou vulnerável ao magnetizador? Felizmente foi extremamente importante esse processo para ela, graças a proposta do magnetizador em auxiliar.

Fiquei muito agradecido com a explicação do Espírito, voltamos para meu escritório e nunca mais o vi. Seus ensinamentos foram de grande auxílio e até hoje me fazem refletir.

Contei o ocorrido para Luiza e ela ficou muito feliz. O terapeuta soube por ela e disse que tudo tinha uma lógica embora ainda não concorde da forma como a situação ocorreu… rs. O importante é o respeito e todos auxiliarem na esfera a que foram chamados a atuar.

Estudar e adquirir conhecimentos edificantes sempre e principalmente para aqueles que pretendem ajudar ao próximo constantemente.

Gratidão pela oportunidade de compartilhar.

Anúncios