GRATIDÃO – ENTREGA PARA O UNIVERSO

exercicio-entrega-lotus-web

Durante nossa vida sempre nos encontramos em processos contínuos de evolução. Evoluir é transformar uma situação ou forma atual em uma versão melhorada. Essa evolução requer trocarmos hábitos ruins por hábitos bons. Contudo, durante esse processo e até com certa frequência, insistimos nos mesmos erros, causando situações desconfortáveis e esmorecendo a nossa vontade de melhorar. Muitas vezes são apenas vontades, pois as atitudes continuam vinculadas ao vício nos maus hábitos.

Após inúmeros erros, uma hora começamos a refletir sobre nossas ações e iniciamos um processo de transformação. Na maioria das vezes é dolorido, pois nos encontramos fora da nossa tão aconchegante zona de conforto. Por vezes nos vemos tão emaranhados com essas situações que parecem ser impossíveis serem solucionadas. Fazemos tudo que conhecemos de natural e sobrenatural, mas nada parece funcionar definitivamente.

Alguns processos podem melhorar a situação por mais tempo, já outros por um tempo menor, mas parece que o problema sempre volta. Por conta desse cenário, eu vou relatar o processo de “entregar a situação para o universo”.

Durante uma conversa com um amigo, que é estudioso sobre a diversidade e universalidade espiritual, surgiu o tema sobre esse importante processo. Ele comentava que possuía o conhecimento de um exercício espiritual e resolvemos experimentar.

Durante a pratica me foi explicado pelos amigos mentores, percebidos pela clarividência, que essa entrega se refere a uma conexão com o universo. Quando fazemos essa entrega é como se pegássemos nossa dificuldade e arremessássemos em um lago como uma pedra. Esse impacto nas águas geram ondas que percorrem o lago todo e retornam ao ponto do impacto.

Ao entregarmos a nossa dificuldade ao universo, ela ecoa em ondas pela “biblioteca universal” recolhendo toda informação e conectando indivíduos e retorna após o ponto de partida que somos nós. Vou contar um caso interessante, pois esse retorno do universo às vezes não é como “imaginamos”, mas o que “realmente precisamos”.

Uma amiga havia deixado de confiar nas pessoas depois de brigar com uma colega de trabalho. Após a briga, ambas não se viram mais. Minha amiga não conseguia mais manter um relacionamento, fosse amoroso ou profissional. Sempre desconfiava que algo iria acontecer e daria errado. Isso acabava ocorrendo. Embora soubesse que essa situação era 100% de sua responsabilidade, não conseguia resolver e isso era muito mais forte que ela.

Durante uma conversa passei para ela esse processo da entrega ao universo e expliquei como ela deveria fazer. Minha amiga aceitou e foi embora. Após 4 meses ela me ligou brava e querendo brigar comigo. Ela fez o processo da entrega, mas em vez de o problema ser resolvido, a colega que tinha sido a “causa de tudo” tinha voltado para a vida dela por meio do Facebook.

 

A moça enviou uma mensagem querendo tomar um café com ela. Minha amiga ficou tão transtornada que não sabia o que fazer: se respondia e ia ao tal café para ver o que aconteceria ou deixaria de lado. Conversamos um pouco e consegui acalmá-la. Decidiu ir ao encontro, mesmo contrariada. Marcaram para a próxima semana.

Combinamos que ela me ligaria após sair do café que seria das 16h. Exatamente às 21h10 toca o telefone. Eu estava ansioso para saber o ocorrido, afinal de certa forma era o responsável pelo reencontro.

Ela mal conseguia falar de tanta emoção, agradecia, dizia que tinha sido a melhor coisa que aconteceu na vida! As duas sentaram para conversar, lavaram toda roupa suja e resolveram a situação delas, minha amiga acabou descobrindo que também era uma pessoa difícil e não era tão a coitadinha da história. Agradeceu por ter tido essa oportunidade de tirar esse peso dos ombros depois de tantos anos e por descobrir suas dificuldades. Agora ela poderia trabalhar para corrigi-las.

O Universo é assim. Ele traz aquilo que precisamos. Minha amiga queria esquecer a briga e seguir sua vida, mas em vez de esquecer o universo trouxe a situação novamente para ela aprender com isto e não repetir o mesmo erro com outras pessoas. A solução veio, mas como é a lei imutável do progresso, nós sempre precisamos fazer a nossa parte!

Hoje minha amiga e eu continuamos conversando. Ela casou, tem uma filha linda e um emprego que a faz feliz. A colega? Nunca mais se falaram.  Ela me relatou que no dia do encontro a colega disse: “Eu estava em casa e de repente veio você na minha mente, e pensei comigo mesma “esta na hora de resolver isso de uma vez por todas, entrei no facebook e te procurei…” .

São as ondas ressoando e conectando aqueles que se encontram na mesma sintonia.
Mais uma vez muito agradecido pela oportunidade de compartilhar essas experiências.

Exercício:

  •  Encontre um local que você possa ficar relaxado e sente-se de forma confortável;
  • Respire fundo e tranquilamente por um tempo. Lembrando que respiração é vida e devemos ser grato por isso;
  • Mentalize uma flor de lótus de cristal brilhante na sua frente;
  • Agradeça e mentalize seu problema ou dificuldade no centro da lótus;
  • Mentalize a lótus se fechando com tudo aquilo que te perturba dentro dela;
  • Entregue essa lótus para o universo, agradecendo a oportunidade e confie;
  • Após o processo evite ficar pensando na situação. Você entregou e confiou, agora é com o universo.
Anúncios

ATENDIMENTO MEDIÚNICO

 

Dia: Algum Sábado de Abril de 2014
Horário: 09h00
Local: Atendimento durante reunião espírita – São Paulo – SP

 

Lembro-me com muito carinho dessa história. Ela retornou a mente a algumas semanas. Questionei-me bastante, pois não sabia se esse estilo de história agradaria. Mas como foi de grande importância na minha formação resolvi arriscar e divulga-la.

 

cobra-coral-pessoa-webSábado começamos a reunião normalmente, com as pessoas aguardando para serem atendidas. Um rapaz que estava no canto me chamou a atenção e resolvi começar os trabalhos do dia por ele. Sentado na cadeira que fica no centro da roda, pude observar como estava seu corpo espiritual. Ele apresentava um quadro típico de quem passou por stress, discussão ou briga.

O Chakra cardíaco responsável pelas emoções queimava como brasa ao redor. Estava escuro e rodeado de larvas espirituais, demonstrando que a energia que foi gerada ali era muito nociva. Esse tipo de energia acumulada forma uma gosma escura e larvas astrais.

Acima na garganta onde se situa o Chakra laríngeo, também se encontrava com uma coloração escura, possivelmente o rapaz brigou e não conseguiu ou não pode falar tudo o que queria. Desta maneira, a energia ficou acumulada na garganta.

Não estou dizendo que agora devemos gritar ou xingar para que não acumulemos energia nociva na garganta se tivermos qualquer tipo de contenda. Há diversas formas de liberar essa energia por meio da respiração. Por isso depois de uma briga, quando respiramos fundo, sentimos aquele alívio.

Geralmente escutamos: “Calma… Respira fundo que passa”. Claro que existe o beneficio físico da oxigenação, mas aqui me refiro apenas à parte energética da situação. O estômago dele estava terrível, parecia um formigueiro de tanto verme. O rapaz levou uma bela carga energética nessa região que pode acumular energias de raiva e ira. A carga energética foi tão forte que já estava passando para o físico.

O quadro relatado baixou muito o padrão vibratório do rapaz, atraindo assim alguns espíritos de semelhante padrão energético. Essas entidades possuem várias nomeações, a mais comum é Obsessores.

Obsessores são muito mais comuns do que imaginamos e estão sempre em contato conosco em nosso cotidiano. Eu costumo classificar eles entre 1 e 10.

O número 1 é um espírito que se conectou por uma afinidade, mas ao ser percebido ele mesmo vai embora. O número 10 é realmente um problema.

Entre esses números existem uma variação grande e no caso do Rapaz era um de nível 3. A conexão foi realizada pela afinidade, mas não queriam deixar ele assim tão fácil. Como de costume seleciono entre os médiuns disponíveis aqueles que possuem mais semelhança energética com a situação. A espiritualidade facilita essa escolha ampliando nossa percepção durante os trabalhos.

A nossa reunião era frequentada um amigo muito querido, o Victor. Todos os espíritos que trabalhavam com o Victor eram da umbanda. Ele nos auxiliava e nós auxiliávamos a ele. Uma das características de nosso trabalho: cada médium trabalha com sua egregora, portanto temos uma variedade de espíritos que trabalhamcom ensinamentos e aprendizados, pois a evolução é continua e para todos. Claro que temos algumas regras para mantermos a organização.

rost-cobra-coral

Alguns espíritos não se adaptam a essas regras, trabalhando apenas algumas vezes e não aparecem mais. O caso é que o Victor trabalhava em parceria com um espírito muito bom para esse tipo de trabalho que chamamos carinhosamente de “limpeza”.

Nós o chamávamos de Senhor Cobra Coral. Confesso que já tinha escutado falar dessa entidade, mas nunca tinha percebido a sua presença trabalhando nos locais em que visitei. Ele se apresentava para nós na forma de um índio velho, de chapéu preto e com uma cobra coral enrolada no pescoço.

Victor se posicionou na frente do rapaz e começou a fazer a conexão com o Senhor Cobra Coral. Aqui relato será datado da maneira que minha clarividência me proporcionou, sendo que a mesma não é igual para todos. No futuro vou postar um texto falando mais sobre o assunto.

O espírito situou-se atrás do médium, colocando as mãos sobre o Chakra umeral do médium que fica sobre as escapulas. Esse Chakra é muito importante no corpo humano. O espírito começa a enviar energia para o médium que sente essa energia o envolver todo corpo. Os efeitos variam dependendo da característica mediúnica de cada um. No caso do Victor a característica é incorporação.

cobra-coral-08-incorporacao3

Com o médium envolvido nessa energia, a conexão é realizada por meio dos chakras: frontal, laríngeo, cardíaco, etc…(como podemos ver na ilustração). A responsabilidade do médium é ter uma vida regrada para que esses chakras estejam sempre organizados, facilitando a conexão.

Nesse momento o médium fica com a aparência do espírito, pois está envolvido com a energia do mentor. Seu perispírito assume essa forma momentaneamente. Por isso há clarividentes que enxergam espíritos atrás e outros que veem o espírito “dentro” do corpo. Vai da característica da clarividência de cada um. Aqui só estou relatando a forma como “eu” vejo, sem querer afirmar o que é certo ou errado.

Após a “incorporação” completa o Senhor Cobra Coral começou a trabalhar no períspirito do rapaz assistido. Eu nunca tinha visto nada parecido com o que vou relatar.

Das mãos do Senhor Cobra Coral saiam inúmeras cobras que se entrelaçavam no corpo do rapaz assistido. Essas cobras iam comendo aquele borrão preto juntamente dos vermes com uma rapidez incrível. As cobras estavam enroladas nos braços e no tórax. Deviam haver centenas ali. Após comerem e limparem, elas retornavam ao corpo do índio Cobra Coral. Embora o susto das cobras, o resultado foi maravilhoso! O corpo espiritual do rapaz ficou limpo, restando apenas buracos onde antes manchas e vermes se faziam presentes.

cobra-coral

Os obsessores por sua vez continuavam e sem a menor intenção de deixar o campo energético do rapaz. Enquanto eles riam, o rosto do Senhor Cobra coral assumiu a forma de uma serpente. O riso e rosnados pararam instantaneamente. A equipe do Senhor Cobra Coral chegou removendo as criaturas e, logo em seguida, sumiram. Victor já sem o contato espiritual respirou fundo disse que estava bem e retornou ao seu lugar.

rost-cobra-coral-cobra

Nora, outra médium do grupo que é ótima para doar ectoplasma, se levantou e soprou ectoplasma em forma de vapor nos buracos do rapaz que iam sendo preenchidos, finalizando e restaurando o perispírito do rapaz. Atendimento terminado. Após ouvir os conselhos para sua reforma intima, o rapaz sentindo-se melhor, retornando ao seu lugar.

Nesse trabalho pude aprender muitas coisas, entre elas o quanto prejudicamos nossos corpos quando preservamos péssimos hábitos e atitudes. Além do aparecimento de enfermidades, atraímos aqueles que sintonizam com nossas falhas. Segundo o quanto de trabalho damos aos espíritos quando temos esses rompantes em nossas vidas, fazendo que eu me torne mais grato pelas inúmeras ajudas que ainda necessito em função das minhas falhas. Refletir sobre nossas atitudes diárias e realizar as mudanças para que sejamos plenos de amor e felicidade.

Fico muito grato ao Espírito do Senhor Cobra Coral por nos agraciar com seu trabalho e seus ensinamentos.

Gratidão sempre